18 de setembro de 2010

O Jorge

Ok. Eu tenho muitos amigos virtuais... Muitos, Muitos... Muitos mesmo. Alguns até são aqui do estado... Ou da cidade. Conheci algumas melhores amigas como a Camila... (mouraaaaaa cherry do meu sundae quero apertar ocê de novo). Alguns são de longe, RJ... SP... Até lá do Suuuuuuuul do Suuuuuuul! Nééé Ara-san?! E as vezes, as vezes... beeeeem raramente aparecem algumas chances de conhecer alguns desses amigos como o Aquinooo! =D Amigo de rpg's e loucuras na net de tempos atrás... Veio a trabalho aqui pra Recife, tadinho... Só passou 1 dia (empresa cruel) ele não conheceu nada da cidade, tirando eu, o aeroporto e a pousada (que era muito fofinha por sinal).

Para que ele tivesse alguma lembrancinha daqui sem ser aquelas coisinhas meio estranhas como blusa, chapéus de vaqueiro ou algo com paisagens surrealistas que não condizem com o que você realmente vem e tem aquelas frases "Oi, fui em Recife e lembrei de você" ou coisas que fazem apologia ao sotaque ou girias daqui só pra zuarem os nordestinos em outros estados, pra prevenir todos esses pequenos detalhes, apresentei a ele, o Jorge.


Esse é o Jorge. Esse é o Aquino e ao fundo é o quarto do Aquino, ele já em casa, doce casa. Agora me diz... Tem como resistir a essa carinha fofinha ae??? Ele disse que todo mundo lá na casa dele adorou o Jorge. Ah e porque Jorge? Num faço a menor idéia. Fui comer pipoca e o intimei a batiza-lo... E... Ele deu o nome de Jorge. Mas como acho esse nome MUITO másculo... Ele vai ser O Jorginho =D Adorei conhecer o Aquino *~* ele é muito gente fina, não é um sequestrador malvado aliciador de menores que colocou substancias estranhas nos meus cookies! =D

14 de setembro de 2010

Sobre versos



Desencanto

Eu faço versos como quem chora
De desalento... de desencanto...
Fecha o meu livro, se por agora
Não tens motivo nenhum de pranto.

Meu verso é sangue. Volúpia ardente...
Tristeza esparsa... remorso vão...
Dói-me nas veias. Amargo e quente,
Cai, gota a gota, do coração.

E nestes versos de angústia rouca
Assim dos lábios a vida corre,
deixando um acre sabor na boca.

- Eu faço versos como quem morre.

Teresópolis, 1912 - Manuel Bandeira

Paixão a parte

"O dia mente a cor da noite
E o diamante a cor dos olhos
Os olhos mentem dia e noite a dor da gente"

O Teatro Mágico. Quem me conhece de verdade, sabe dessa minha paixão, quase um vício, uma mania, uma doença que percorre meu sangue. Ok ok, parei. Mas é a mais pura verdade. Não lembro ao certo como conheci a banda, tenho quase certeza que recebi trechos da música "Cuida de Mim" por sms e vi algumas frases bonitas em nicks do msn e quando fui procurar era de "O Anjo Mais Velho"... Entããão, comecei a pesquisar sobre a banda, baixei discografia mas só ouvia as músicas que já conhecia. Então como pegava ônibus lotado e engarrafamentos intensos e mal podia me mexer dentro do ônibus eu coloquei pra assim que ligar, começar a tocar a discografia no mp4, assim eu fui ouvindo todas as músicas e... Paixão total.

10 de setembro de 2010

A verdade


The Truth

"I owe you nothing. 

And you are nothing to me. 
Thank you for curing me of my ridiculous obsession with love."



- Christian - Moulin Rouge -

9 de setembro de 2010

Capitulo 4

- Dias difíceis estão por vir... 
- Alvo Dumbledore -

Ele não estava brincando quando falou isso... Eu sei que o blog ficou sem atualizações... Mesmo tendo dito que eu iria postar todo dia. Mas esses dias foram sem dúvida os piores que tive. Pra começar, meu niver... No qual minha própria família disse que sou anti-social, ruim, cruel e grossa e por ae vai com meus amigos e por isso estava passando meu aniversário sozinha. Não cogitaram a hipótese de que eu estava sozinha porque queria. Seria uma péssima companhia pra quem quer que estivesse do meu lado, não saberia ficar sorrindo ou mantendo a alegria como é necessário nesse momento com seus melhores amigos e familiares quando vão curtir esse dia com você. 

Segunda, véspera de feriado. Fui ver uns amigos, pensei que iria me animar... Não funcionou muito. Feriado? Dormindo e tv. Quarta, visita tecnica da facul. Fomos a lugares legais, vi obras de arte e outras... que estavam longe de ser arte, pelo menos pra mim. Sem contar o Continuum, Festival de Arte e Tecnologia do Recife... Que só pra me ajudar, no Centro Cultural dos Correios tinha uma sala de video games... Noooooossa, manhã jogando boxe no wii e descarregando minha raiva, resultado? Até agora com os braços doendo. Por alguns minutos eu consegui esquecer que dia era ontem...

Mas como de praxe, tudo voltou a tona... A 4 nos perdi um amigo e até hoje eu não superei. Foi cruel a forma como tudo aconteceu... Na verdade não era pra ter acontecido. Apesar de tudo em que eu acredito que as pessoas só se "vão" na hora certa. Mas NESSE caso eu não consigo concordar com nada disso. Era o aniversário dele ontem... 08/09... Pouco depois do meu... E... Sempre vou me lembrar dele... Pra sempre. Acho que nunca vou superar isso. E como se não bastasse, daqui a umas semanas é o "aniversário de morte" então essa época do ano é sempre a mais complicada pra mim e geralmente a que eu mais "sou abandonada" ou me sinto assim...


6 de setembro de 2010

Mulher Ideal?


Desde pequena, as meninas são criadas para serem futuras donas de casa. Como instrumentos de ensino usam bonecas e panelinhas, te forçando a encarar a 1ª realidade sobre o que é cair na rotina de ser uma dona de casa. Compram tudo rosa para acostumá-las com o escravismo machista da divisão de direitos no qual só as dá direito de trabalhar incansavelmente a serviço dele, obedecer tudo o que diz e fazer sexo com ele depois de tudo. 


1 de setembro de 2010

Capitulo 3



Ok, eu tinha que falar sobre isso. Duas cena me chamaram a atenção hoje. Depois de acordar, nada bem, lá vou eu pegar ônibus. Não queria ir em pé e apertada então escolhi chegar atrasada e ir sentadinha e pensando nas coisas, ouvindo alguma música e tendo a certeza de que nada no caminho poderia melhorar meu estado de espírito. Bastou eu colocar o primeiro pé sobre o degrau e o motorista abriu um largo sorriso e me desejou um Bom Dia tão intenso que não teve como eu não sorrir e retribuir com igual sinceridade. O cobrador fez o mesmo e esse pequeno gesto, melhorou sim meu estado de espírito.

E a outra cena eu estava no ônibus, engarrafamento e um senhor vestido elagantemente com direito a chapéu esperava os carros pararem totalmente para poder atravessar. Nisso, dois carros pararam e deixaram ele passar, o senhor andou, sorriu e ergueu o chapéu num claro sinal de agradecimento. Esse gesto possuía uma sinceridade e uma alegria sabe... Que a muito eu não via. As pessoas hoje em dia esqueceram de simples palavras como: Bom Dia, Boa Tarde, Boa Noite... Por Favor... Com Licença, Obrigada... E essas simples palavras de vez em quando podem alegrar o dia de alguém, como o motorista e o cobrador fizeram comigo.

A verdade é que hoje em dia as pessoas esqueceram que pequenos gestos podem SIM mudar o mundo, pequenas palavras podem gerar um sorriso, pequenos atos podem mudar um dia. Que tal praticar isso?