18 de outubro de 2010

Sobre as cores



Uma hora cansamos de tudo. Da forma como o mundo gira, como a chuva cai, como o vento sopra e como as lágrimas escorrem. Os sorrisos são sempre os mesmos, as palavras ditas são repetidas dia após dia numa valsa sem fim. Os mesmo atos, os mesmo gestos, as mesmas roupas, os mesmo passos, as mesmas cores. Os mesmo sabores. A mesma rotina das mesmas pessoas. As mesmas pessoas na mesma rotima. O sol muda de cor e transita pelo céu mudando a cor do mundo, tomando tudo em sua monocromia de tons de cinza. Quero as cores do meu mundo de volta. Quero sentir o sabor da tua pele e o calor dos teus beijos. Me perder cada vez mais no infinito dos teus olhos, do prazer de por ti ser dominada e novamente descobrir em ti as cores do meu mundo.


If I am a clock
Than your are the time
I'm patiently waiting
When you're out of line
And i'll be the question
If you'll be the answer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita e pelo comentário! Não esquece de se identificar... Fico curiosa com anônimos! ;)