28 de julho de 2011

Já dizia


Já dizia Saint Exupéry: 
"O essencial é invisível aos olhos."
Mas se à meus olhos és invisível,
À meu corpo torna-te necessário.
De tua voz, meu ouvido necessita,
Do teu cheiro, minhas lembranças.
Do teu amor, a minha vida.

26 de julho de 2011

Tempo.


E esse tempo que não passa...
Parece fazer jogatinas com o sentimento...
Com o momento e cada pensamento.

Absorve os desejos,
As vontades,
Toma de mim cada pingo de sanidade.

E em algum minuto me perdi...
Talvez do ontem ou quem sabe do outrora.
Talvez eu volte, talvez não.

21 de julho de 2011

Será o Fim?


Quando todo o sentido do seu mundo parece chegar ao fim...
E tudo se perde, você não sente mais nada...
Não pensa, não chora, não sorri.
O que fazer quando seu chão quebra,
Quando ele racha e parece te engolir...
Te puxar para o fundo...
E o buraco onde caiu, a luz começa a diminuir...
E você vai mais fundo... Mais fundo.... Mais fundo...
Até restar apenas a escuridão.
E eu lá, fico trancada.

~~~

Titãs - Enquanto Houver Sol

Quando não houver saída
Quando não houver mais solução
Ainda há de haver saída
Nenhuma idéia vale uma vida...

Quando não houver esperança
Quando não restar nem ilusão
Ainda há de haver esperança
Em cada um de nós
Algo de uma criança...

Enquanto houver sol
Enquanto houver sol
Ainda haverá
Enquanto houver sol
Enquanto houver sol...

Quando não houver caminho
Mesmo sem amor, sem direção
A sós ninguém está sozinho
É caminhando
Que se faz o caminho...

Quando não houver desejo
Quando não restar nem mesmo dor
Ainda há de haver desejo
Em cada um de nós
Aonde Deus colocou...


~ Estou sumida da internet devido a problemas de saúde na família. Dei uma passada rápida, precisava desabafar. Em breve voltarei. Saudades imensas... Beijos.

2 de julho de 2011

Questão Fundamental II


O que significa o medo? Medo do escuro? Medo de altura? Medo de insetos? Medo... Medo de viver talvez... Medo se resume a não se sentir confortável com/em determinada situação, a "desconfiança do desconhecido". Porque tememos tanto o que é desconhecido? Em que momento perdemos toda a ânsia por desbravar o mundo, por correr riscos e lutar pelo que queremos? Quando toda essa herança dos nossos antepassados se perdeu? Por que ter tanto medo de viver, de amar, de ser feliz? De encarar o que nos assusta e nos aflige...

1 de julho de 2011

Presa


Quando as paredes parecem se fechar
Quando não se nota o dia virar noite
Quando o tempo não faz diferença
Quanto tua ausência se torna torturante

E a brisa gelada que entra pela janela, já na alta madrugada, é toda a lembrança e tudo o que posso ter de ti por enquanto.

O que me resta é esperar. Ter esperança. Acreditar em algo intangível que ao invés de oferecer mais conforto, chega a causar mais desespero.

Deixar que os filetes de sal lavem meu rosto, renovem o sorriso a cada dia para que ele continue cumprindo seu papel enfeitando meu rosto de pedra e os faça acreditar na falsa realidade que meu corpo transparece.

Quem sabe um dia eu me liberte,
Quem sabe um dia a clausura terá fim,
Quem sabe um dia... Talvez um dia... Quem sabe... Serei feliz.

Sobre cair

~  Algumas vezes é preciso erguer a cabeça, bater a poeira das roupas e manter o sorriso como se jamais tivesse caído. - Malka Lima as 22:40 - 28/02/2011

Desabafo



Por que teimar em acreditar nos outros?! Quando tudo está bem, é uma maravilha... Mas basta uma peça do quebra-cabeça desencaixar pra todo um castelo construído a mão ruir?! Como se nada valesse a pena?! E não adianta dizer "Mas apesar disso sempre estarei do seu lado... Pode conta comigo... Sempre te ajudarei" porque é tudo uma grande mentira. Não prometa coisas que não possa cumprir, muito menos em um momento de magoa e quando sabe que vai se tornar uma magoa a longo prazo. Arrependo-me de naquele dia ter ficado sentada e ouvido todas as promessas que hoje foram quebradas. De ter maculado um lugar que sempre me trazia tão boas lembranças com uma ruim. Não entendo bem por que tudo isso veio a tona agora, um péssimo momento para isso, mas talvez eu que tenha deixado tais palavras pendentes. Quem sabe um dia não sentaremos naquele mesmo banco e você poderá ouvir essas palavras penetrarem como farpas em seu coração assim como as suas naquele fatídico dia. Lembranças... Apenas lembranças que ainda me ferem e machucam. O bater das asas do corvo que ainda me atormenta toda noite e polui meus sonhos.



Ninguém ama ninguém - Libra

Já é hora de dormir e eu não posso mais ficar
O sol já vai raiar outra vez
Mas antes de ir embora eis o fim da história
Foi tudo uma grande encenação
Ninguém ama ninguém

O amor é só uma história que eu conto para você dormir
O amor é só uma história que eu já cansei de ouvir, de ouvir

Sei que essas palavras entram como farpas
Rasgando lentamente o coração
Mas é assim que vai ser e não dá mais pra esquecer
Você não vai voltar pra sua ilusão
Onde tudo acaba bem
Pois ninguém ama ninguém porque

O amor é só uma história que eu conto para você dormir
O amor é só uma história que eu já cansei de ouvir, de ouvir

My whispered thoughts to her in sleep
Like arrow's fly into her deep
Forgotten words for her to keep
Come the morn begins to weep
In weariness greet the dawn
Leave my arms and you will fall

O amor é só uma história que eu conto para você dormir
O amor é só uma história que eu já cansei de ouvir, de ouvir