13 de julho de 2012

A desabafar


Sem saber onde estou, fico a devagar.
Sem saber quem eu sou, fico a imaginar.
Sem saber onde vou, fico a sonhar.

Palavras bobas, cheias de entrelinhas e diversos significados... Alguns plausíveis, outros nem tanto. Mas afinal onde tudo isso vai me levar...? De que todas essas cicatrizes que me causaram e as que causei irá adiantar? Pedir desculpas ou perdão não vai adiantar... Pedir um tempo, para um suspiro que seja, para um sorriso e um momento livre seria sonhar em demasia. Mas que seja... Que gire o mundo então.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita e pelo comentário! Não esquece de se identificar... Fico curiosa com anônimos! ;)