17 de dezembro de 2012

31.536.000 Segundos


1 ano, 365 dias, 525.600 minutos, 31.536 segundos e um sentimento, saudade. Palavra tão simples que resume tantos sentimentos, reúne tanto sofrimento em tão poucas letras. Ainda te espero retornar de um passeio, talvez de uma caminhada a beira-mar como gostavas, quem sabe ainda da casa de uma amiga? O anseio de ouvir novamente teu riso e sentir teus braços a me acalentar apenas aumentam esse vazio em meu peito que jamais será saciado. Tento entender porque sentir saudades dói tanto... Se é a falta dos bons momentos ou a lembrança dos maus? Queria muito ouvir novamente um "não" teu... Uma bronca, uma alfinetada que seja... Tuas piadas que sempre me faziam rir... E de como chorava quando brigávamos. Sinto falta de quando você roubava minha pipoca ou o recheio do meu biscoito "Quem guarda com fome o rato vem e come" e caíamos em uma única risada, de quando você dormia nos primeiros 10 minutos de filme e ainda se atrevia a dizer que estava "ouvindo tudo". Sinto falta de roubar tuas bolsas, de te ver comprando as coisas já sabendo que eu usaria, de perguntar se estou bonita para aquele encontro e das milhões das recomendações. Sinto falta de escolher tua roupa para sair, os acessórios e ainda dizer para você sair com suas amigas e se divertir, afinal você também merecia ser feliz. Ainda choro com as lembranças dos nossos sonhos interrompidos, dos planos que jamais serão concluídos e dos abraços que jamais receberei. Quem sabe um dia todo esse sofrimento diminua... Ou talvez apenas aumente.

"...O apego, não quer ir embora, diaxo... Ele tem que querer..."

Mãe, eternas saudades...