12 de março de 2014

Eu mesma


Sim eu sou romântica e acredito no amor, nem que seja apenas uma noite de amor, que existem homens que mandam flores e abrem a porta sem se sentirem diminuídos por isso. Sim eu acredito que um dia a sociedade irá entender que não deve existir leis contra a homofobia ou a violência contra a mulher já que todo crime é um crime independente de quem atinge. Sim, choro assistindo filme, lendo livro, ouvindo música. Sim eu gosto de receber flores e mandar, de chocolates, de doces, de pequenas atitudes e de desejar bom dia, boa tarde, boa noite além de pedir com licença e por favor. Sim eu ainda tenho esperança na humanidade, ainda acredito que as pessoas podem mudar para melhor, que o mundo pode ser um bom lugar para se viver. Sim eu acredito no amor a primeira vista e no amor verdadeiro, acredito que esse sentimento pode te fazer rir, chorar, dar sentido a sua vida ao mesmo tempo em que pode destruí-la, mas quem se importa? No fim restará o que for pra ficar. Sim eu acredito que alguém pode ser feliz com pouco, que não é preciso rios de dinheiro para ser feliz. Sim eu acredito que alguém pode ser feliz trabalhando desde que ame o que faz e o faça com vontade. Sim eu gosto de deitar na grama, do cheiro de terra molhada, de sentir os pingos da chuva, da primeira brisa da manhã e dos últimos raios do sol. Sim eu gosto de comer pão com manteiga, bolacha com manteiga, de comer com as mãos, de lamber os dedos e de dar risada e público. Sim, eu gosto de ser eu mesma e sou feliz assim. Sim eu gosto de ser livre e der ser eu mesma.

11 de março de 2014

Bagunça


Por que se eu pudesse eu arrumaria essa bagunça na minha cabeça. Faria uma faxina completa. Tiraria o pó das ideias antigas, colocaria as boas lembranças nas prateleiras, jogaria fora as preocupações, conseguiria espaço para mais bons momentos, empacotaria memórias dispensáveis e dava um bom polimento nos meus sonhos. Então por que não? Vamos lá... Pouco a pouco faço a faxina e consigo deixar minha cabeça firme e forte para seguir em frente. Depois que tudo é feito, me sinto nova e revigorada. Aí o coração se apaixona, embaralha todas as ideias, bagunça os pensamentos, mistura os sentimentos, sofre, chora, quebra e coloca tudo em desordem de novo. Porquê?

6 de março de 2014

Mudanças


Então um dia você acorda decidida. Levanta, troca os lençóis, toma um bom banho, corta e pinta o cabelo, faz as unhas, lava as roupas e pratos acumulados, arruma a casa, coloca tudo em seu devido lugar. Faz uma arrumação no armário, doa boa parte das roupas, customiza outras tantas, muda de estilo, se arruma e sai de casa. Vai à praça que gosta, deita na grama, olha o tempo passar, respira o cheiro da natureza e observa com alegria a chuva anunciada. Chega em casa ensopada, toma banho, coloca o pijama favorito, deita, dorme e no dia seguinte continua deitada... E no outro... E no outro... E no outro...